Descrição:

Elizabeth Savala apresenta em BH o monólogo

A.M.A.D.A.S – Associação de Mulheres que Acordam Despencadas

Atriz faz duas únicas apresentações no Teatro SesiMinas, nos dias 13 e 14 de maio

A atriz Elizabeth Savala estará na capital mineira nos dias 13 e 14 de maio, sábado e domingo, para apresentar a comédia A.M.A.D.A.S – Associação de Mulheres que Acordam Despencadas. Ela subirá ao palco do Teatro SesiMinas, (Rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia, Belo Horizonte, MG) para duas únicas sessões.

Através de um humor histriônico e contagiante, o espetáculo coloca em discussão algumas das questões mais importantes sobre a condição da mulher moderna: o texto enfoca a via crucis de uma mulher que chega à meia-idade pressionada pelas demandas de uma sociedade cada vez mais fútil e superficial.

A protagonista expõe em uma reunião da A.M.A.D.A.S, suas inseguranças e angústias geradas pela impossibilidade de conservar o visual e o comportamento típicos da juventude a essa altura da vida.

Com efeito, a camada social onde a protagonista se movimenta vive de aparências e está sempre pronta a condenar quem não cultiva essa imagem à custa de academias, salões de estética, cirurgias, botox, silicone, etc.

Embora refratária a essa ideologia, Regina Antonia introjeta completamente os valores da sociedade em que vive, e se pune e se recrimina por não atender essas exigências, chegando a se rebelar contra o marido que a aceita como ela é.

Assim o espetáculo coloca o dedo na ferida de mulheres a caminho da maturidade. Mas o faz de forma inteligente e, principalmente, bem humorada pela sátira hilariante aos mitos e obsessões de nossa época.

ATENÇÃO ESTUDANTES!


De acordo com a Lei Federal 12.933 e Decreto 8537 em vigência desde 1/12/2015, para ter acesso ao benefício da meia-entrada, o estudante deve apresentar a Carteira de Identificação Estudantil (CIE) expedida pelas entidades previstas em lei, obrigatoriamente com as seguintes informações:

- Nome completo e data de nascimento;
- Grau de escolaridade;
- Foto;
- Nome da instituição de ensino na qual o estudante está matriculado;
- Data de validade até o dia 31 de março do ano subsequente ao de sua expedição;
- Certificação digital observando o disposto no inciso 2º do Art. 1° da Lei nº 12.933, de 2013.

Carteiras de estudantes das escolas são documentos de identificação estudantil, mas se não estiverem de acordo com a Lei Federal 12.933 de 1/12/2015, não garantem o benefício da meia-entrada.

ATENÇÃO: Boletos bancários e comprovante de matrícula não são documentos válidos para o benefício da meia entrada.


;